segunda-feira, 6 de julho de 2009

poema-diálogo pr'Alice Morena Abdala Barbosa.

poema-diálogo prAlice Morena Abdala Barbosa.


-Antero?
-Diz aí Anley.
-Você conhece aquela nega de rosa?
-hm...
-Eu conheço.
-Eu não sei.
-Alice Morena Abdala Charmosa.
- hm...acho que agora sei.Sei porque alguém me disse.
- é a Alice.
- Como é bom olhá-la.
- Charmosa...
- é a nega filha do Barbosa.
- não goza?
- é sim. Mas que chatice!
- Alice!...Ai se Alice me visse...
- O ballet a fez longilínea, a mãe lhe pôs feições árabes.
- arabescos, meia-ponta, rodopios pelos ares?
- é.
-Alucina-me Alice ao longe.
- Alucina-me a mim também.
- alucina. Alopra. Aleluia Alice!
- ...que bom que ela não é evangélica...
- e no Leblon Galopa com jeitão de miss.
- Aleluia ao longe, Aleluia ao ipod d’Alice.

5 comentários:

luizayabrudi disse...

Alice é uma linda!

Pedro Thomé disse...

proponho um confronto entre as forças do bem (alice) e do mal (o bedel aqui do lado)!!!

Cris Chevriet disse...

vai escrever bem assim, sei lá onde...adoro!!!

Andrè Dale disse...

Que coisinha mais fofa que esse Rodriguinho consegue ser!

Daniel Belmonte disse...

Boa Rujja!